Buscar
  • Env Júnior

Turismo: os dois lados da moeda

Atualizado: 11 de jan.



Responsável por 10,4% do PIB(produto interno bruto) mundial no ano de 2019, o turismo é um setor de grande importância, movimentando a economia local, o que acarreta na melhora da infraestrura, gera empregos, e auxilia na valorização dos atributos locais como os atrativos culturais, naturais e sociais. Entretanto, se implementado de forma incorreta faz com que não só meio ambiente, mas também os turistas corram perigo. Mas o quê seria esse turismo? Como se chama e qual a diferença dos que normalmente encontramos nas nossas viagens?

Em primeiro lugar, deve se mencionar que o turismo pode e tem gerado impactos e alguns deles são: danos ambientais, efeitos negativos da interação humana com a natureza, esgotamento dos recursos naturais, investimento local nas áreas procuradas pelo turismo, negligenciando as outras localidades, dentre outros. Vale a pena ressaltar, que se um local tem sua biodiversidade e sua população com seu modo de viver, isso deve ser respeitado, até porquê o turismo também faz com que lugares antes pouco visto sejam vistos e até procurados para serem resididos, fato que pode gerar tensão social.

Ao contrário dos que muito acreditam, muitas atitudes vistas como indiferentes para o ecossistema ao qual estamos visitando são maléficas e podem causar danos ambientais irreversíveis. Podemos ter como exemplo, aquele simples biscoitinho, que podemos pensar que não farão mal aos micos, até porquê é só um biscoitinho, não é? Porém esse simples biscoitinho pode comprometer a vida social da espécie, afetando processos como a reprodução, sobrevivência de filhotes, desbalanceamento de dieta e maior transmissibilidade de doenças. Ou por exemplo, ao levar uma concha para fazer um cordão ou até mesmo para enfeitar a casa/colecionar, mas algo que você talvez não saiba é que as conchas são grandes responsáveis por balancear o ecossistema marinho fazendo a limpeza e servindo como alimento para outros animais.

Outro ponto que enfrentamos com o crescimento dessa indústria, é o consumismo, já que muitos tem a prática de trazer lembrancinhas, e fazer compras desnecessárias, o que se não for feito pensando tanto no material de composição desses presentes como na forma que ele futuramente será descartado pode gerar um lixo que levará centenas de anos para se decompor, poluindo assim a natureza.

Entretanto, devemos falar também um pouco mais dos pontos positivos, como por exemplo a valorização dos atributos naturais, já que o ecossistema presente será apresentado, e ali poderá ser incentivada a conservação e busca a formação de uma consciência ambiental e respeito ao meio ambiente.

Portanto, apresentar e ensinar sobre as riquezas naturais, faz com que algo que antes era abstrato, agora se torne mais palpável e que assim, atitudes inconsciente que antes eram tomadas, tenham a chance da serem repensadas para que juntos possamos promover um turismo consciente e limpo, que beneficie também ao meio ao qual estamos visitando.

Dessa forma, por meio da educação ambiental, podemos mudar a visão e fazer dessa atividade essencial para a boa manutenção do planeta, já que como dizia Paulo Freire “a educação muda as pessoas e as pessoas mudam o mundo”. E esse é um serviço oferecido pela Env, que por meio de palestras, workshops e projetos sociais ajuda funcionários das empresas para que eles entendam o impacto no meio, e apliquem as medidas para melhorar as práticas individuais e coletivas.


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo