Buscar
  • Env Júnior

Mangue, um ecossistema essencial

Atualizado: 27 de out. de 2021






 

Foto - Débora Franco

O mangue apresenta uma vegetação típica de regiões alagadiças, e é um ecossistema comumente encontrado em áreas de transição entre o ambiente marinho e terrestre, ocorrendo em zonas tropicais e subtropicais. Já no Brasil, segundo o livro “Educação Ambiental sobre Manguezais”, três gêneros principais de árvores constituem as florestas do ecossistema manguezal no Brasil: Rhizophora, Avicennia e Laguncularia. Ainda de acordo com Caroline A. Souza, são documentadas cerca de cinquenta espécies de árvores de mangue pelo mundo.

Por conta da sua grande biodiversidade, e condições ideais de reprodução, possui alto potencial como berçário natural para aves, moluscos, crustáceos e peixes, agregando grande valor econômico e ecológico.


Foto - Luiz Gonzaga Allochio

Um exemplo de importância ecológica do ecossistema é o experimento realizado em São Vicente/SP, por Erika Viveiros Beltran, junto com outros alunos da UNISANTA, cujo através de um cálculo médio atestaram que uma árvore do manguezal retém em média 1,82 quilos de carbono por ano, fato que demonstra sua capacidade de mitigação do aquecimento global, e a forma como a vegetação do mangue pode e deve ser incorporada no reflorestamento por empresas que usam esse método de compensação.


Outro fator importante desse ecossistema é a fertilização dos oceanos, por meio da decomposição anaeróbica da matéria orgânica, nutrientes esses, usados nas cadeias alimentares terrestres e marinhas. Logo, na proporção em que temos maior disponibilidade de nutrientes no ambiente maior será a quantidade de fauna local, proporcionando segurança alimentar e fonte de renda para comunidades situadas na zona costeira.


Foto - Débora Franco


55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo