Buscar
  • Env Júnior

Evento ESG nas empresas - 1° Edição



O evento ESG nas empresas - 1° Edição foi um sucesso e a 2° edição promete vir com tudo! Não conseguiu estar presente no dia, mas quer ficar por dentro de tudo que foi abordado? Aqui vai um resumão para quem perdeu o evento, mas ficou curioso para saber mais a respeito do tema!




O Evento abordou 3 tópicos principais: O que é ESG? O quão real é ESG? Qual o papel das micro e pequenas empresas?


No primeiro tópico, a palestrante Glaucia Terreo exemplifica o que é o ESG usando como metáfora do efeito Iceberg, onde na porção observável do iceberg se encontra a demonstração financeira e o balanço patrimonial. Já na parte inferior, que se encontra embaixo d’água, existem relações trabalhistas, direitos humanos, gestão robusta, gestão de risco, diminuição de conflitos, diminuição de horas paradas por acidentes, economia de recursos, engajamento por parte dos empregados, clientes, sociedade e comunidade. Ou seja, é imprescindível exercer um balanço patrimonial, financeiro e a norma NBCT15, norma que prevê procedimentos que demo nstre informações, tanto sociais quanto ambientais, a fim de explicitar para a sociedade a contribuição e responsabilidade social da empresa, de acordo com o presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).


Diz-se que a palavra-chave para a implementação do ESG é a materialidade, serviço ofertado pela Env Júnior! Nele, se faz algumas perguntas como “qual é o meu negócio?”, “qual os impactos das minhas atividades?". Contudo, antes de fazer um ESG empresarial, é de suma importância fazer um ESG individual, se perguntar em qual contexto da sustentabilidade você se encaixa atualmente.


No segundo tópico, Tatiana Araujo enfatiza a importância de se ter um olhar sistêmico para a empresa, analisar a cadeia de fornecedores e incentivá-las também a despertarem tal olhar, ponderando entre o que é importante para a empresa e para o cliente. A implementação de ESG na empresa acaba proporcionando oportunidades para a mesma, no entanto, essa nova visão também carrega uma responsabilidade tanto social quanto ambiental.


No terceiro e último tópico, Dilma Pimentel afirma que é possível micro e pequenas empresas aplicarem ESG, contudo, alguns obstáculos precisam ser superados, como, por exemplo, a participação além da fase de construção, uma concorrência desleal, formação profissional deficiente em gestão e práticas de mercado agressivas.






Em breve, divulgaremos informações sobre a 2° edição, fiquem de olho nas nossas redes sociais!


70 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo